Prêmio

parahomeYukio Moriguchi é personalidade do ano na Saúde, troféu concedido pela Hospitalar

Considerado o “pai da geriatria”, o médico japonês Yukio Moriguchi é o grande homenageado dessa edição da Hospitalar Feira+Fórum. Fundador do Instituto de Geriatria e Gerontologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, o doutor que conquistou seu diploma de medicina em 1948 ainda no Japão e, desde então, se dedica a compreender a ciência da longevidade receberá, mais do que merecidamente, o Prêmio Hospitalar 2017 – Personalidade do Ano na área da Saúde.

Professor da PUCRS por 45 anos e capaz de se comunicar em oito idiomas, Moriguchi dedicou toda sua vida profissional aos processos que levam as pessoas a garantir qualidade de vida para as fases mais avançadas da existência. Com mais de uma centena de artigos completos publicados em periódicos somada a inúmeras participações em jornais, revistas e livros direcionados ao segmento, a contribuição de Moriguchi a uma sociedade em envelhecimento, preocupada com o futuro e em busca de soluções para garantir que a terceira idade se mantenha saudável, é imensurável.

Como evento multissetorial sintonizado com os debates da cadeia de saúde mundial, essa edição da Hospitalar Feira+Fórum traz uma ampla sequência de palestras e seminários que enfocam as questões diretamente relacionadas ao envelhecimento da população. O CISS – Congresso Internacional de Serviços de Saúde, que tem como tema central a Segurança do Paciente, debate justamente as melhores formas para atender ao desafio do envelhecimento global com tecnologias inovadoras, investindo nos melhores modelos de cuidado e reabilitação. Além disso, o pavilhão de exposições está repleto de empresas nacionais e internacionais desenvolvedoras de produtos voltados especialmente a pacientes da melhor idade.

O Prêmio Hospitalar 2017 – Personalidade do Ano na área da Saúde foi na noite desta quarta-feira (17), durante o tradicional jantar comemorativo do evento, realizado no Centro de Convenções Rebouças do HCFMUSP – Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP e contou, inclusive, com a presença de diversos líderes do setor, dentre eles os renomados hospitais Albert Einstein, Sírio-Libanês, Beneficência Portuguesa, Leforte, Hospital das Clínicas e Oswaldo Cruz.

A premiação indica, desde 2005, grandes nomes da saúde em atuação no país. Trata-se de uma ação da Hospitalar em conjunto com parceiros como CNS (Confederação Nacional de Saúde); Fenaess (Federação Nacional dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde); Sindhosp (Sindicato dos Hospitais do Estado de São Paulo); ABIMO (Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos, Odontológicos, Hospitalares e de Laboratórios); Anahp (Associação Nacional dos Hospitais Privados); Abimed (Associação Brasileira da Indústria de Alta Tecnologia de Produtos para Saúde); FBAH (Federação Brasileira de Administradores Hospitalares) e ONA (Organização Nacional de Acreditação).

Em sua 16ª edição, o Troféu Walter Schmidt, que visa reconhecer a contribuição de personalidades que trabalham para o desenvolvimento do setor de saúde brasileiro, homenageou na noite de quarta-feira, durante o Jantar da Hospitalar 2017, a Doutora Miriam Santos. A pediatra, que coordena Rede BLH (Bancos de Leite Humano) do Distrito Federal, é uma referência na defesa do aleitamento materno como questão de saúde pública, em âmbito mundial.

Os programas e iniciativas que a Doutora Miriam Santos integra têm contribuído não só para elevar o patamar de qualidade dos bancos de leite no Brasil, como também para ajudar outros países a implementarem seus BLHs. Atualmente, todos os bancos da Rede do Distrito Federal são credenciados e certificados como Padrão Ouro tanto pela Rede Global de Bancos de Leite Humano, coordenada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e pelo Ministério da Saúde, como também pelo Programa Internacional Ibero-Americano de Bancos de Leite Humano. Resultado esse que pode ser atribuído ao trabalho de doutora Miriam e demais profissionais envolvidos nessa causa.

“É gratificante poder representar a Rede Global de Bancos de Leite Humano e evidenciar a bandeira que carrego. Temos um trabalho em rede e uma construção coletiva dessa história. Em vários lugares do mundo, profissionais lutam em prol da sobrevida de bebês prematuros e baixo peso, acreditando sempre que a amamentação pode sim fazer a diferença. E o Brasil tem sido referência nessa causa”, ressalta Miriam.

A médica é graduada pela Universidade Severino Sombra (1991) e atua como neonatologista da Unidade Neonatal do Hospital Regional de Taguatinga. Também é coordenadora de Aleitamento Materno e Bancos de Leite Humano de Brasília – DF; consultora técnica da Rede Global de Bancos de Leite Humano; vice-presidente da comissão nacional de Bancos de Leite Humano Fiocruz/MS; membro da Rede IBFAN – Rede Internacional em Defesa do Direito de Amamentar (International Baby Food Action Network); e docente da disciplina de Pediatria da UCB Universidade Católica de Brasília.

O troféu recebe o nome do empresário Walter Schmidt, pioneiro da neonatologia que dirigiu a Fanem por mais de 50 anos, hoje, a indústria brasileira de equipamentos para a saúde com maior expressão no mercado neonatal.

deco tempo

img seguranca

Informativo sobre
Ações de Segurança
do Paciente

Programa Farol

Programa Farol

Saiba como participar do Programa Farol de indicadores de desempenho
Estatutos

Estatutos

Estatuto da Criança e do Adolescente
Estatuto do Idoso

Assessoria Jurídica

Assessoria Jurídica

Legislação, Pareceres, Conv. Coletivas, Jurisprudências e Dúvidas Frequentes
 entidades logo isqua  logo ans  logo cns  logo feherj