...

Prêmio

parahomeYukio Moriguchi é personalidade do ano na Saúde, troféu concedido pela Hospitalar

Considerado o “pai da geriatria”, o médico japonês Yukio Moriguchi é o grande homenageado dessa edição da Hospitalar Feira+Fórum. Fundador do Instituto de Geriatria e Gerontologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, o doutor que conquistou seu diploma de medicina em 1948 ainda no Japão e, desde então, se dedica a compreender a ciência da longevidade receberá, mais do que merecidamente, o Prêmio Hospitalar 2017 – Personalidade do Ano na área da Saúde.

Professor da PUCRS por 45 anos e capaz de se comunicar em oito idiomas, Moriguchi dedicou toda sua vida profissional aos processos que levam as pessoas a garantir qualidade de vida para as fases mais avançadas da existência. Com mais de uma centena de artigos completos publicados em periódicos somada a inúmeras participações em jornais, revistas e livros direcionados ao segmento, a contribuição de Moriguchi a uma sociedade em envelhecimento, preocupada com o futuro e em busca de soluções para garantir que a terceira idade se mantenha saudável, é imensurável.

Como evento multissetorial sintonizado com os debates da cadeia de saúde mundial, essa edição da Hospitalar Feira+Fórum traz uma ampla sequência de palestras e seminários que enfocam as questões diretamente relacionadas ao envelhecimento da população. O CISS – Congresso Internacional de Serviços de Saúde, que tem como tema central a Segurança do Paciente, debate justamente as melhores formas para atender ao desafio do envelhecimento global com tecnologias inovadoras, investindo nos melhores modelos de cuidado e reabilitação. Além disso, o pavilhão de exposições está repleto de empresas nacionais e internacionais desenvolvedoras de produtos voltados especialmente a pacientes da melhor idade.

O Prêmio Hospitalar 2017 – Personalidade do Ano na área da Saúde foi na noite desta quarta-feira (17), durante o tradicional jantar comemorativo do evento, realizado no Centro de Convenções Rebouças do HCFMUSP – Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP e contou, inclusive, com a presença de diversos líderes do setor, dentre eles os renomados hospitais Albert Einstein, Sírio-Libanês, Beneficência Portuguesa, Leforte, Hospital das Clínicas e Oswaldo Cruz.

A premiação indica, desde 2005, grandes nomes da saúde em atuação no país. Trata-se de uma ação da Hospitalar em conjunto com parceiros como CNS (Confederação Nacional de Saúde); Fenaess (Federação Nacional dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde); Sindhosp (Sindicato dos Hospitais do Estado de São Paulo); ABIMO (Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos, Odontológicos, Hospitalares e de Laboratórios); Anahp (Associação Nacional dos Hospitais Privados); Abimed (Associação Brasileira da Indústria de Alta Tecnologia de Produtos para Saúde); FBAH (Federação Brasileira de Administradores Hospitalares) e ONA (Organização Nacional de Acreditação).

Em sua 16ª edição, o Troféu Walter Schmidt, que visa reconhecer a contribuição de personalidades que trabalham para o desenvolvimento do setor de saúde brasileiro, homenageou na noite de quarta-feira, durante o Jantar da Hospitalar 2017, a Doutora Miriam Santos. A pediatra, que coordena Rede BLH (Bancos de Leite Humano) do Distrito Federal, é uma referência na defesa do aleitamento materno como questão de saúde pública, em âmbito mundial.

Os programas e iniciativas que a Doutora Miriam Santos integra têm contribuído não só para elevar o patamar de qualidade dos bancos de leite no Brasil, como também para ajudar outros países a implementarem seus BLHs. Atualmente, todos os bancos da Rede do Distrito Federal são credenciados e certificados como Padrão Ouro tanto pela Rede Global de Bancos de Leite Humano, coordenada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e pelo Ministério da Saúde, como também pelo Programa Internacional Ibero-Americano de Bancos de Leite Humano. Resultado esse que pode ser atribuído ao trabalho de doutora Miriam e demais profissionais envolvidos nessa causa.

“É gratificante poder representar a Rede Global de Bancos de Leite Humano e evidenciar a bandeira que carrego. Temos um trabalho em rede e uma construção coletiva dessa história. Em vários lugares do mundo, profissionais lutam em prol da sobrevida de bebês prematuros e baixo peso, acreditando sempre que a amamentação pode sim fazer a diferença. E o Brasil tem sido referência nessa causa”, ressalta Miriam.

A médica é graduada pela Universidade Severino Sombra (1991) e atua como neonatologista da Unidade Neonatal do Hospital Regional de Taguatinga. Também é coordenadora de Aleitamento Materno e Bancos de Leite Humano de Brasília – DF; consultora técnica da Rede Global de Bancos de Leite Humano; vice-presidente da comissão nacional de Bancos de Leite Humano Fiocruz/MS; membro da Rede IBFAN – Rede Internacional em Defesa do Direito de Amamentar (International Baby Food Action Network); e docente da disciplina de Pediatria da UCB Universidade Católica de Brasília.

O troféu recebe o nome do empresário Walter Schmidt, pioneiro da neonatologia que dirigiu a Fanem por mais de 50 anos, hoje, a indústria brasileira de equipamentos para a saúde com maior expressão no mercado neonatal.

img seguranca

Informativo sobre
Ações de Segurança
do Paciente

Assessoria Jurídica

Assessoria Jurídica

Legislação, Pareceres, Conv. Coletivas, Jurisprudências e Dúvidas Frequentes
Estatutos

entidades logo isqua logo ans logo cns logo feherj